31 de agosto de 2006

Bolo de Banana

Fazia tempo que eu não postava uma receitinha básica de bolo. Como ganhei bananas nanicas que eu adoro, procurei uma receita bem gostosa de bolo de banana e quero compartilhar com vocês. Espero que gostem e realmente é um bolo superfácil de fazer e fica supergostoso para um lanchinho da tarde.... rsrsrs!!! Receita do site TV Gazeta, programa Mulheres.
INGREDIENTES
1 lata de leite condensado
3 ovos
5 bananas
1 xícara (chá) de óleo
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
açúcar e canela para polvilhar

MODO DE FAZER
Bater no liquidificador o leite condensado, os ovos, as bananas e o óleo. Colocar esta mistura em um recipiente e adicionar a farinha, mexendo delicadamente. Adicionar o fermento em pó e levar para assar em forma untada e enfarinhada por, aproximadamente, 30 minutos em forno médio. Depois de assado, polvilhar o açúcar e a canela.

30 de agosto de 2006

Porta-Agulhas de Tricot


Olha o que ganhei da minha tia!! É uma caixinha em découpage para guardar minhas agulhas de tricot que ela mesma fez. Linda né? Cabe quase todas as agulhas que tenho mas por enquanto vou guardar apenas as agulhas japonesas.



29 de agosto de 2006

Gorro Odessa feito por Kátia Angelotti

http://www.magknits.com/feb06/patterns/odessa.htm
Adaptada por Kátia (com valiosa ajuda de Aloísio e Stella)

Materiais:
1 novelo de lã Retalhos da Center Lã de 40g
Agulha 3,5mm (40 cm) circular
Agulha 4mm (40 cm) circular
Jogo de agulhas de 4mm de 2 pontas
Marcador de carreira

Pontos empregados:
meia (avesso tricô)
mate simples (ms) = tirar 1 p sem fazer em meia, tricotar o p seguinte em meia e passar o p tirado sobre o tricotado.
mate duplo (md) = tirar 1 p sem fazer em meia, tricotar juntos os 2 p seguintes em meia e passar o p tirado sobre o tricotado.

Modo de fazer:
Com agulha circular de 3,5mm montar 110 p e trabalhar em barra 3x2 (3m,2t) por 2,5cm. Após, fazer 2 pontos em meia, colocar 1 marcador (será o início de todas as carreiras do gorro) e passar para agulha circular 4mm, trabalhando da seguinte maneira:
*1 mate simples, 6 p em meia, 1 laçada, 2 p em meia*
Após 14 cm desde o início, começar as diminuições (trabalhar com as agulhas de 2 pontas quando achar necessário):
1ª) 1ms, 6m, laç, 2m = 110p
2ª) 1md, 5m, laç, 2m = 99 p
3) 1ms, 5m, laç, 2m
4ª) 1md, 4m, laç, 2m = 88p
5ª) 1ms, 4m, laç, 2m
6ª) 1md, 3m, laç, 2m = 77p
7ª) 1ms, 3m, laç, 2m
8ª) 1md, 2m, laç, 2m = 66p
9ª) 1ms, 2m, laç, 2m
10ª) 1md, 1m, laç, 2m = 55p
11ª) 1ms, 1m, laç, 2m
12ª) 1md, laç, 2m = 44p
13ª) 1ms, 2m = 33p
14ª) 1ms, 1m = 22p
15ª) 1ms = 11p
Cortar o fio, passar pelos 11p restantes com a ajuda de uma agulha de tapeçaria, apertar bem, dar um nó unindo o primeiro e o último p e arrematar o fio restante por dentro do gorro.

Obs.: Se for seguir a receita original, precisará de 110 a 150 pedrarias (pérolas, miçangas ou à gosto), passadas no fio a tricotar antes do início do trabalho.
Tricotar o gorro seguindo a receita e após fazer os 2 p em meia e colocado o marcador, fazer 2 carreiras de: *1ms, 6m, laç, 2m* (circular simples)
Depois dessas 2 carreiras continuar fazendo o gorro da seguinte maneira:
1 carreira de: *1ms, 3m, 1m com a conta, 2m, laç, 2m* (circular com contas)
3 carreiras de: *1ms, 6m, laç, 2m* (circular simples)
E após 14 cm fazer as diminuições como explicado.

25 de agosto de 2006

(Knitting Needles from Young Designs)
O próximo Encontro das Tricoteiras será
no dia 02 de setembro, sábado, às 14h.
Local: Praça de Alimentação do Metrô São Bento.
O que levar: últimos trabalhos, agulhas,
dúvidas, lãs e linhas, alegria e
vontade de passar uma tarde agradável tricotando.
Estão todas convidadas.

24 de agosto de 2006

Trabalhos Novos

Estou fazendo uma blusa aberta pra mim fora da aula de tricot, ou seja, do meu jeito mesmo, seguindo algumas dicas de revistas. Esta blusa vai ter botões de madeira e uma gola no ponto barra 2/2. Espero que fique boa. Assim que terminar vou postar aqui (lógico!!!).

E como faço tudoaomesmotempoagora, estou tricotando também mais uma blusinha infantil para um menino (esta com orientação da professora de tricot). Esta blusa vai ter mangas raglãs, umas listrinhas e gola redonda. A linha vermelha horizontal significa que vou retomar os pontos para fazer a barra 1/1 com acabamento na agulha de costura. E a linha vertical é a maneira de contar carreiras de 10 em 10. De fato, essas aulinhas de tricot estão sendo muito boas e eu estou aproveitando o máximo. Porque nesta blusa vou aprender direito aquela história de 2 pontos juntos com caída para esquerda e direita. E como vai ser raglã o ponto fica bem visível então tem que ter as caídas certas pra ficar um trabalho bonito. Vou tentar aprender tudo direitinho para tentar passar para vocês.

22 de agosto de 2006

História de três gorrinhos


Gorrinho no ponto feijãozinho
começado por baixo e é encomenda.

Este gorrinho fiz na
agulha circular, portanto não
tem costura.


Bom, este foi o primeiro
gorrinho que fiz começando
por cima e terminei com costura
tubular. Ficou bem bonitinho.

21 de agosto de 2006

20 de agosto de 2006

Procura-se um(a) dono (a) URGENTE!!!!

Ontem meu marido salvou a vida desta cocker.
Ela estava atravessando a BR 116 obrigando um carro a frear e logo em seguida meu marido também teve que frear desviando o carro para o acostamento. Foi resgatar a cachorrinha em plena BR 116.
Meu marido acalmou a cachorrinha, levou na veterinária e deixou no pet para tomar um banho.
É uma cachorrinha mansa e doce.
Nós não temos nenhuma condição de ficar com ela pois já temos onze cachorros que tiramos da rua.
Peço encarecidamente para alguém que REALMENTE GOSTE de cães e que tenha REAL CONDIÇÃO de cuidar que adote esta cocker.
Por favor, quem puder nos ajudar é só enviar um e-mail para mim: marciakazumi@gmail.com
Muito obrigado!!!!!!

19 de agosto de 2006

Esta semana eu termino.... Ah! Termino!!!!!!!!!!!
Não aguento mais ver essa lã, essa cor.... rsrsrsrs.
.
.

17 de agosto de 2006

Casaquinho e touca de bebê feitos por Kátia



Tamanho – 6 meses
5 novelos de 40 g da lã Ternura da Center Lã na cor verde água (17580)
5 botões de madrepérola
agulhas de tricô de 2,5mm e 3mm
Pontos empregados:
Ponto barra 1x1; ponto meia; cordões de tricô (direito e avesso tricô)
Ponto fantasia:
1ª carr.: *1m, laç, 3m, 1 md, 3m, laç*, terminar a carr. com 1 meia
2ª carr.: e todas as pares: em tricô
3ª carr.: *2m, laç, 2m, 1 md, 2m, laç, 1m*, terminar a carr. com 1 meia.
5ª carr.: 2pjm,*laç, 1m, laç, 1m, 1 md, 1m, laç, 1m, laç, 1 md*, terminar a carr. com 2pjm.
Abreviações: ag. = agulha; p. = ponto; m = meia; t = tricô; laç, = laçada; ms = mate simples; md = mate duplo
Casaquinho: nas agulhas nº 2,5 monte 161 p e trabalhe 10 carr. em tricô (5 cordões). Mude para a ag nº 3 e continue reto com o p. fantasia mantendo na abertura de ambos os lados, uma borda de 5 p. em cordões de tricô. A 18 cm. de altura total divida o trabalho da seguinte maneira: 42 p. para cada parte das costas e 77 p. para a parte da frente e continue cada lado separadamente, diminuindo para as cavas a cada 2 carr. 8 vezes 1 p. Deixe os pontos à espera.
Mangas: nas agulhas nº 2,5 monte 36 p e trabalhe 10 carr. em tricô (5 cordões). Mude para a ag. nº 3 e aumente 17 pontos distribuídos uniformemente (53 p.) e continue em p. fantasia. A 15 cm de altura total, diminua de ambos ao lados, para a cava a cada 2 carr. 8 v 1 p. Deixe os p. à espera e faça outra manga igual. (sugiro fazer as 2 mangas juntas para os aumentos e diminuições)
Pala: Retome agora os pontos deixados à espera, sendo: uma parte das costas, uma manga, a frente, a outra manga e a outra parte das costas numa só agulha e trabalhe 2 carr. em tricô diminuindo na 2ª carr. os p. para um total de 146 e continue da seguinte maneira:
1ª carr.: 5 t, *1m, laç, 14 t, laç* terminando a carr. com laç, 1m, 5 t.
2ª carr.: e todas as pares: em tricô
3ª carr.: 5 t., 2m, *laç, 2pjt, 10 t, 2pjt, laç, 3m*, 5 t.
5ª carr.: 5 t., 3m, *laç, 2pjt, 8 t, 2pjt, laç, 5m*, 5 t.
7ª carr.: 5 t, 4m, *laç, 2pjt, 6t, 2pjt, laç, 7m*, 5 t.
9ª carr.: 5 t, 5m, *laç, 2pjt, 4t, 2pjt, laç, 9m*, 5 t.
11ª carr.: 5 t, 6m, *laç, 2pjt, 2t, 2pjt, laç, 11m*, 5 t.
13ª carr.: 5 t, 7m, *laç, 2pjt, laç, 13m*, 5 t.
15ª carr.: 5 t, 8m, *laç, 2jm, laç, 15m*, 5t.
Após esta carreira trabalhe:
1) 5 t., 6m,2pjm, laç,*ms, 10m, 2pjm, laç*, 5t.
2) 5 t, 5m, 2pjm, laç, *ms, 8m., 2pjm, laç*, 5t
3) 5 t, 4m, 2pjm, laç, *ms., 6m., 2pjm, laç*, 5t.
4) 5t, 3m, 2pjm, laç, *ms, 4m., 2pjm, laç*, 5t.
5) 5t, 2m, 2pjm, laç, 2m, 2pjm. (60 pontos na agulha) e remate os pontos frouxamente.
Acabamento: costure as mangas e pregue-as no corpo do casaquinho.

Pregue os botões.
Touca
Montar 91 p na agulha nº 2,5 e tricotar em barra 1 x 1 por 2 cm.
Passar para agulha nº 3 e trabalhar em ponto fantasia por 10 cm.
Após os 10 cm, seguir em ponto meia no direito (tricô avesso), arrematando a cada 2 carreiras da seguinte forma:*1m, 1md*, 4 vezes.
Arrematar os pontos restantes de uma só vez, com o fio do trabalho.
Costurar as laterais da touca.

16 de agosto de 2006

Knitty - Summer'06

Vocês já viram os novos modelos de verão do site Knitty?
Gostei das luvas sem dedos e das pulseiras de linha com bolinhas, Perdita by Elizabeth Klett. Achei interessante essas pulseiras só não sei se essa moda pega aqui no Brasil.

14 de agosto de 2006

Estola


Fiz esta estola no ponto losangos em ajur que já postei aqui no dia 12 de junho com o título "Aleluia, Consegui!"
Usei um fio da linha Anne (1 bola) com 1 fio Desejo da Pingouin (3 novelos de 100g). Coloquei 52 pontos, usei agulhas para tricot nº 7 e tricotei por mais ou menos 130 cm.
O modelo da estola que eu vi tinha flores de crochet nas pontas. Fiz as flores que até que ficaram bonitas mas não gostei do resultado. Não consigo acostumar com flores ou pompons pendurados.
Portanto, eu ainda não sei o que vou fazer nas pontas. Talvez, não faça nada. Ainda bem que já havia feito dois cordões em tricot ficando assim com um bom acabamento. Nas laterais fiz uns lequesinhos em crochet (não sei como é que chama o ponto).

11 de agosto de 2006

Revistas de Tricô!!!!

Toda experiência que eu tiver relacionada ao tricot vou postar aqui porque acho importante compartilhar com todas vocês.
Como sou uma tricoteira viciada-compulsiva compro revistas e mais revistas sobre tricot. Muito bem.
Quando eu compro uma revista dou uma folheada e quando um modelo me interessa vou ver a receita para saber se é fácil, médio ou difícil, quantos novelos foram usados, número de agulha e etc. Aprendi que antes de começar um trabalho é melhor fazer uma amostra do ponto fantasia para não ter erro depois.
Recentemente comprei uma revista de tricot infantil da Editora Liberato com receitas da Coats Corrente. Achei lindinho um ponto de um cachecol e gorro. Resolvi fazer uma amostrinha do ponto fantasia que não dava certo de jeito nenhum. Marquei com um asterisco onde poderia estar o erro e esqueci, não fiz mais. Hoje, retomei o ponto junto com uma amiga que também não conseguiu. Liguei para o SAC da Coats onde fui prontamente e bem atendida. Expliquei o problema, deixei meu telefone e meu e-mail. Duas horas depois (acreditem!!!) a menina do SAC liga pra mim dizendo que já havia mandado um e-mail com a receita correta porque de fato foi digitada errada. Excelente! Abri correndo meu e-mail e já fiz uma amostra que deu certo. A receita estava toda errada.
Concluindo: nós tricoteiras temos que ficar muito atentas à essas publicações e a qualquer erro temos que ligar, protestar e pedir uma solução rápida. Agora, vocês imaginam quantos erros não tem nessas receitas que nós não vemos. Um absurdo, não? Tudo bem, tem pessoas que modificam as receitas, não seguem a risca mas ponto fantasia não tem como ficar mudando, concordam? Então, temos que ficar atentas e exigir nossos direitos.
Do jeito que a coisa vai eu vou me tornar uma tricoteira revolucionária!!!

10 de agosto de 2006

Gorrinhos para bebê

Fiz esses gorrinhos para bebê de um mês mas acho que vai servir até uns três meses.
Depois vou confirmar com a mamãe dele.
Ficaram fofinhos!!!!

8 de agosto de 2006

É brincadeira?



Kátia e meninas, estou azarada mesmo!
Comecei outro gorrinho ontem e olha só o que encontrei hoje?
O fio beeem grosso!!!
Pior é que não sei se é Carinho ou Kalú, mas tenho certeza que é da Pingouin.
Vou enviar assim mesmo para a Pingouin.
Vou fazer uma reclamação no Procon também.
Já está virando palhaçada!
Ah! Sabe o que mais? Fiquei sabendo que você precisa fazer o trabalho com o fio defeituoso para poder ver o quanto ele prejudica a peça.... É brincadeira?

7 de agosto de 2006

É o fim da picada!


Como todas vocês sabem eu sou uma tricoteira que tem sempre vários trabalhos começados.
Estava eu fazendo flores para colocar numa estola que acabei de fazer e quando chego no finalzinho do novelo do fio Desejo da Pingouin encontro o fio desmanchando, como vocês podem ver na foto. Não é a primeira vez que isso acontece. E sempre com os fios da Paramount.
Outro fio que estava mais grosso num determinado pedaço é o fio Nina. Não sei se dá pra visualizar aí na foto. Estou fazendo um gorrinho e essa parte vai ficar saliente por causa do fio. É demais, não é?
Ô situação, viu? Vou levar na loja de lã pra ver se a dona pode fazer alguma coisa. E, vou encaminhar para o site da Paramount reclamando. Espero que um dia e que seja breve, alguém possa levar à sério o tricot, portanto, melhorar e muito na qualidade dos fios.

4 de agosto de 2006

Sabe qual é o legal de blogar?

(Van Gogh)

É receber esse carinho de todas vocês. Receber essa colaboração, participação, atenção e todo 'ão' possível. É muito gratificante saber que tem alguém do outro lado que me lê e que aprecia as coisas que faço e que escrevo. Como sei também que têm pessoas que visitaram e não gostaram, não acharam nada demais este blog... Ok. Respeito tudo isso. Afinal de contas, não dá para agradar à todos.
Quando li os comentários do meu post abaixo, eu ri muito, pois adorei tudo que vocês escreveram. Agora, preciso terminar minha saga e tentar postar aqui.
Bom final de semana!!!!!!!!!!!

3 de agosto de 2006

Queridas tricoteiras,

Não sei porquê essa pessoa aqui que vos escreve se mete à besta em fazer coisas humanamente impossíveis e tão pouco prazerosas. Me refiro à uma bendita blusa que escolhi para fazer nas minhas aulas de tricot com uma professora que tem um método muito difícil, complicado e que requer uma paciência duplicada. Os trabalhos dela são lindos e quase perfeitos (porque ninguém é perfeito, certo?) e para obter esse resultado quase perfeito exige uma paciência oriental e uma habilidade com a mente. Tenho um sobrinho por parte de marido que tem dezoito anos e que gosta de rock pesado assim como eu. Então, que tipo de blusa ficaria bonito para um rapaz roqueiro? Uma blusa canelada, de gola alta, comprida (mas nem tanto) e na cor preta. Até aí tudo bem. Mas, por que eu, infeliz, fui escolher justamente esse tipo de blusa para um método desse? Nem vou responder... Trata-se de um jeito de tricotar que você fica com o trabalho todo no seu colo o tempo todo. Em primeiro lugar coloca-se uma linha de cor diferente na agulha faz uma carreira em meia e depois troca pelo fio que você vai fazer a blusa. Faz a frente toda e já desce tricotando as costas assim não terá costura nos ombros. Desceu as costas faz-se a barra que tem o acabamento com a costura tubular. Volta para parte da frente, retoma os pontos e faz a barra com o mesmo acabamento. Do corpo da blusa sai as mangas, ou seja, em vez de aumentos você tem que fazer as diminuições. Costura a blusa nas laterais por inteiro, pegando o corpo com as mangas. E, por último a gola que terá o mesmo acabamento tubular. Fiquei cansada só de escrever. Desculpe, mas isso foi um resumo do método porque não pretendo entrar em detalhes mesmo porque não vou saber explicar melhor. Conclusão: por que eu não escolhi uma blusinha de criança????????? Agora entrei na chuva, estou molhada e tenho que me secar, não é mesmo? Minhas mãos, braços e ombros estão doloridos e já não aguento mais ver lã preta na minha frente. Só não vou desistir porque vou começar as mangas (ainda!).
E, tem mais uma coisinha que vocês podem achar um absurdo mas eu detesto tricotar no frio! Minhas mãos ficam tão congeladas que fica impossível manusear as agulhas. Prefiro tricotar em qualquer outra estação menos no frio. Claro que, se eu tivesse uma lareira ou um aquecedor teria o maior prazer em tricotar no inverno. Mas, eu só quero ficar embaixo do meu edredon vendo TV.
Só mais uma coisinha, estou tentando baixar fotos/imagens neste blog e pra variar não está sendo possível porque este blogger fica fora do ar muitas vezes.
Ufa! Que longo desabafo!
As que conseguiram ler até aqui, meu muito obrigada.
Um beijo com carinho!
Márcia, Mitricot.