7 de julho de 2011

'Produção à mil'

Minhas manhãs são sempre assim: faço pelo menos dois tipos de trabalhos em crochet. Quando acordo na loucura total, ainda pego o tricot... estou numa fase pior do que todas as fases... estou tentando me organizar e me controlar. Prometi que por um bom tempo não vou mais na loja de lã porque já gastei demais esse ano e agora preciso recuperar o que gastei e ganhar um pouco mais. Estou trabalhando pra isso. Preciso me organizar mas está difícil. Num minuto quero fazer isso e em outro minuto aquilo. Às vezes me pergunto: 'por que fui gostar do crochet? Será que só o tricot não bastava? Não, não bastava'. Tenho algumas poucas encomendas e vontade de fazer tantas outras coisas. Um dia não dá pra fazer tudo que tenho em mente e me faltam mãos também. Bom, o principal neste momento é me organizar, ver as prioridades e deixar 'as vontades' pra depois. Então, é isso. Mãos à obra porque o tempo é curto...

24 comentários:

Day disse...

Lojas de linhas/lã são realmente um vício, mas tenha determinação que você consegue terminar uma peça sem problemas.

Marico disse...

Eu estou na mesma situação, querendo atender os pedidos, querendo testar receitas, querendo comprar mais novelos, ai ai! Quanto correria, não é mesmo? Mas vamos com calma que a gente consegue. rs

bjs

Vivis disse...

Eu acho que a parte mais difícil é deixar as vontade pra depois! Eu faço ponto cruz, mas também tenho um sério problema com organização. E fora que começa uma coisa, depois quero fazer outra... Fico com milhões de idéias na cabeça e aí vira uma bagunça só! Bom, boa sorte com o seus tricos e croches!

Hélide Profeta disse...

Seu post me fez lembrar de um tapetinho de croche que não terminei ainda.... acho que vou me inspirar em vc hein!!!
bjus

vania fonseca disse...

Nossa,eu tb estou assim,comeco mil coisas,depois fico no Ravelry e acho mais milhares de coisas...ta td no comeco,varios projetos,e ai vem a ansiedade,e vou as lojas comprar mais fios...mas ja tive uma fase desta,e vai passar,se cuida e bons trabalhos,bjos.

Valéria Fashion disse...

Oi amiga!
Entendo bem o seu dilema ou melhor, vício produtivo. Também preciso resistir a tentação de comprar mais lãs e fazer um trabalho de cada vez(esta tentação é a pior de todas). Que bom que nosso vício só traz coisas boas. Seus trabalhos são lindos, parabéns. Bjs.

Rosane disse...

Para quem é artesã, um único tipo de trabalho não nos agrada, é assim comigo. Bons trabalhos. Bjks
http://euarteirarosane.blogspot.com

Nina Dias disse...

oi Márcia, sei como é isso! Chama-se ansiedade e é algo que controlo com remédio! Uma técnica que me ajuda muito é fazer uma coisa por vez, pode ser um crochê e um tricô, ou só um trabalho por vez...assim consigo terminar, senão ficam encostados e não sai nada! Quanto a comprar mais lãs, bem isso realmente é difícil e eu me seguro bastante e tenho um objetivo, de conseguir terminar o que tenho , compro mais, senão nada de compras... Espero que tenha ajudado, bj Nina

Vilma disse...

Oi, sei como é isso também.
Antes só fazia crochê, mas graças a seu blog, me encantei e me inspirei a começar o tricô.
Queria te agradecer por seu trabalho tão lindo e inspirador. Continue assim.
Bjo.

Márcia Lima Palamim disse...

Ahahhahahahhah!!! Tá parecendo eu, totalmente maluquinha, doida para aparecerem mãozinhas extras tricotando uma coisa aqui e crochetando outra ali... Realmente, a cabeça vai muito à frente da nossa produção. Tento resolver essa compulsão fazendo o seguinte: coloco os trabalhos começados em sacolas separadas e faço uma fila organizada pela ordem de emergência. Com isso vejo quantos eu tenho começados (geralmente são mais de meia dúzia) e isso me faz ver que tenho que concluir alguns antes de começar outros. Como sempre estou louquinha para começar coisas novas, mando brasa e dou fim em vários UFOS, hehehe. Quanto aos fios que tenho em casa, os organizo em sacolas por cor e sempre dou uma repassada em tudo. Isso ajuda a ver o volume do que já possuo. É lógico que mesmo assim fica impossível resistir a novidades. Mas isso faz parte, né? Pelo que li nos coments já deixados aqui, todas padecemos do mesmo mal. Beijokas e bom tricô/crochê pra você.

Esther disse...

Acho que essa "ansiedade" e' mais comum do que parace, porque, de certa forma o que fazemos e' arte, uma forma de expressao e por isso a sensacao de que nao damos conta de tudo que queremos fazer. Devagar e sempre vamos dando vazao 'a nossa criatividade e aprendendo a controlar um pouquinho essa vontade de fazer um monte de coisas ao mesmo tempo.

mamamartinho disse...

Que grande produção! Com um bom planeamento vais ver que consegues fazer tudo!

Bjs

Mónica

Libelinha☆ disse...

Sofro do mesmo problema!... Mas decidi que começando um trabalho levo-o até ao fim sem começar outro... É difícil!...Estou neste momento com 4 trabalhos em mãos, rs =)

E quando vou em lojas de lã comprar o que preciso para uma encomenda e venho de lá com o saco cheio... Cheia de ideias para experimentar pontos e afins... Ufa!... Fica difícil mesmo =)

Beijinhos ;P

disse...

Eita, calma com o andor! Eu continuo bem light, tenho vontade de começar tudo, mas me contenho... continuo só com 2 trabalhos de cada vez: um em casa, um no trabalho rss

bjinhos

Marlene disse...

Acho que todas nós, sofremos desse desejo incontrolavel de começar novos trabalhos antes de concluir o que temos nas agulhas.
Essa sua ansiedade é sinal de que vem coisas lindas por aí. Espero logo ve-las
bjhnos

Elô Bueno disse...

Márcia, tenho o mesmo "problema" que vc e ainda por cima também tenho as costuras, que eu amo!
No mais, ando com formigamento na mão. Acho que ela anda trabalhando demais. Mas eu consigo parar?!
Oremos!
No fim das contas acho isso tudo muito melhor do que não fazer nada. Né mesmo?!
Força, amiga!!!

Iolanda disse...

Sofro de problema semelhante mas, estou controlada em relação a começar os trabalhos, apesar de ter UFOS.Tenho outra profissão que me ocupa muito tempo, ainda tenho que me atualizar no tempo livre. Em relação à compra de lãs, revistas e livros ainda não estou bem controlada.Falta espaço para guardar.

Judy disse...

Sei exatamente o que sente... também estou me controlando com as compras e tentando pegar as agulhas... exige disciplina, perseverança e tempo.
Cadeê ele???

Seu crochet é perfeito, acertou em fazer os dois tricot e crochet são artes complementares.
Vai com calma que tudo se ajeita.

Abraço


obrigada pela correção na receita do cachecol... bj

Elaine Carlini disse...

Também fico a mil, mas o negócio é manter a calma. Bjos Elaine Carlini

Fernanda disse...

Oi Marcia eu tambem estou com esse probleminha! Mas agora com minha coluna atacada eu tive que dar um tempo mesmo. Acho o croche mais vicioso do que o trico, talvez poque podemos ver o resultado mais rapido e dai queremos mais e mais!

Maria Lúcia disse...

Oi
O mais chato é os trabalhos,
que ficam no cantinhos esperando,
um tempinho pra ficar prontos.
Os novos lançamento chegando pra
deixar a gente alvoroçada pra
experimentar.
Teu blog está muito bonito.
Beijos...
Lúcia

Tecendo a vida no Trico disse...

Olá Márcia, bem nem preciso dizer que tambem sofro deste mal, e vendo coisas lindas no seu blog fico dóida por fazer, ja te disse que aprendi a fazer toucas pelo seu blog e agora com este frio tenho muitas ideias na cabeça e me falta o tempo. Mas como todos os relatos devagar a gente consegue dominar a ansiedade e terminar os projetos. Bons trabalhos para você.
Edna

* Sandra Santos * disse...

amiga esse mal persegue todas nós. Eu trabalho o dia inteiro e qdo chego em casa quero fazer crochet, tenho que dar um jeito na casa, roupas... mas quero fazer croche, tantas coisas lindas ,,, as agulhas não param, hehehehe

Gilda Maria disse...

Que bom que achei seu blog e li todos estes comentários sobre esta ansiedade.Sou exatamente assim, mas pensava que era só eu, com esta mabnia de comprar lãs, linhas, tecidos,sem dar conta sozinha de tudo... seu blog é lindo, vou tentar seguir as dicas dos comentáriosAbraços.