7 de agosto de 2006

É o fim da picada!


Como todas vocês sabem eu sou uma tricoteira que tem sempre vários trabalhos começados.
Estava eu fazendo flores para colocar numa estola que acabei de fazer e quando chego no finalzinho do novelo do fio Desejo da Pingouin encontro o fio desmanchando, como vocês podem ver na foto. Não é a primeira vez que isso acontece. E sempre com os fios da Paramount.
Outro fio que estava mais grosso num determinado pedaço é o fio Nina. Não sei se dá pra visualizar aí na foto. Estou fazendo um gorrinho e essa parte vai ficar saliente por causa do fio. É demais, não é?
Ô situação, viu? Vou levar na loja de lã pra ver se a dona pode fazer alguma coisa. E, vou encaminhar para o site da Paramount reclamando. Espero que um dia e que seja breve, alguém possa levar à sério o tricot, portanto, melhorar e muito na qualidade dos fios.

11 comentários:

Anônimo disse...

Oi Márcia,

Eu também tive alguns problemas quanto a fios da pinguim. Concordo com você alguém tem que levar o tricô a sério. Eu até enviei um e-mail para a paramount, mas ninguém respondeu. Isto é Brasil!!!!!

Beijocas

maria

Fá Giandoso disse...

O duro é alguém nos ouvir! Tenho o maior ódio quando isso acontece. Já usou o fricote da Pingouin? Esse é danado pra ter defeito no meio da conversa. Bem reclamar é preciso... Beijos e boa semana.

Alessandra disse...

Oi Márcia,
sei bem o que sentiu quando viu o seu fio todo estragado, dá um nervoso...
Isso aconteceu comigo também eu estava fazendo um poncho e o defeito ficou bem na frente, fotografei, coloquei e mandei pelo correio, ligava todo dia e reclamava, acho que insisti tanto que teve um retorno, me enviaram novelos novos e pedidos de desculpa, mas pelo visto não tomaram providencias pois continua acontecendo a mesma coisa...
Espero que consiga resolver o problema...
Boa semana, beijos Ale.

Anônimo disse...

Credo Márcia, que azarada!! com dois fios diferentes! Reclame mesmo!
Bjs
Kátia

Anônimo disse...

Credo Márcia, que azarada!! com dois fios diferentes! Reclame mesmo!
Bjs
Kátia

Joshua disse...

Tu és uma artista, Márcia!

miriam disse...

Oi, Márcia!
Vc pegou uma onda de azar, né? Comigo também já aconteceu, mas nunca assim junto. Eu vi nos comentários que outras pessoas também já enfrentaram o mesmo problema, e como eu sei muito bem, mandar reclamações, telefonar, dar sugestões, não adianta mesmo. Eu achava que só eu não conseguia respostas, mas como, pelo visto, somos muitas, que tal a gente começar a levar nossas queixas à Defesa do Consumidor? Tenho certeza que se muita gente começar a registrar as queixas, eles vão acabar levando a sério o problema. Afinal, quando compramos um novelo com certa quantidade de fio, confiamos que ele estará bom para o uso a que se destina e que nosso trabalho ficará perfeito, não é mesmo? Já que você tem o blog, essa poderosa arma de propaganda, fica a sugestão para um início de movimento contra a falta de seriedade dos fabricantes de fios.
Beijos

Anônimo disse...

Márcia: estou fazendo uma blusa com um fio da Círculo. Comecei a usar um novelo e ele estava cheio de nós, tive que enrolar tudo novamente, além de ter perdido um pedação. Acho que não tem mais jeito mesmo. Virou palhaçada,não se respeita mais o consumidor.

Beijos,
Cris

Anna Cristina Scarton disse...

Márcia: estou fazendo uma blusa com um fio da Círculo. Comecei a usar um novelo e ele estava cheio de nós, tive que enrolar tudo novamente, além de ter perdido um pedação. Acho que não tem mais jeito mesmo. Virou palhaçada,não se respeita mais o consumidor.

Beijos,
Cris

Monica disse...

Que azar em miga, o negócio é reclamar mesmo, eu mesma, já cansei de mandar e-mail pra eles, mas sempre aquela história, pode ter até não sei quantos nós em um novelo, blábláblá, acho que é para a gente desistir, sei lá, o controle de qualidade deles está pésssimo.
beijos

Anônimo disse...

Não pode ter nó nenhum. Nenhum. Qual é vantagem de comprar um novelo grande?
O que acontece é que os produtores devem achar que tricô é distração de vovozinha desocupada.
Eu sou avó, tenho meu trabalho e faço tricô. Sou muito chata com qualidade.
Quando estava esperando meu primeiro bebê, fui comprar lã numa cidade perto de onde estava morando. A vendedora simplesmente me perguntou: "A senhora quer de qualidade inferior, não é?", e jogou qualquer coisa no balcão.
Respondi que queria a Petit Bebê da Santista (meu bebê está com 37 anos), dei as costas e fui procurar em outro lugar.
Stella