13 de fevereiro de 2006

Pinheiros está um caos por causa das obras do metrô. Quem entende o Largo da Batata e os corredores de ônibus? E os ônibus, tem mais portas do que bancos. Uma hora você desce por uma porta outra hora você desce por outra porta, vai depender do lugar que você vai. Teodoro Sampaio e suas calçadas cheias de camelôs obrigando os pedestres a caminharem pela rua correndo o risco de serem atropelados por um ônibus ou um carro apressado porque tudo é para ontem. Joaquim Floriano continua entupida. Rua Iguatemi quase não existe mais. São Paulo está feia, suja e maltratada. Nem os lugares que eu considerava descente estão mais. Jardim Europa está perdendo o glamour com tanto buraco nas ruas e crianças vendendo balas. Moema também está com as ruas esburacadas. Morumbi com aquele contraste: mansões x favelas. E, agora um novo texto para os pedintes que entram nos ônibus: "pelo amor de Deus o que eu peço é dinheiro para comer, pois hoje não comi nada, pode ser também um pacote de bolacha, um pão porque eu não vou pegar o dinheiro para me drogar e nem beber, é para comer" e os trouxas dão dinheiro ao "pobre coitado", um homem com seus 20 e poucos anos, forte e com aquela cara de pinguço!! E, depois quem vai ter comida na bolsa em plena hora do "rush"? Deus que me perdoe porque tanto pode ser verdade ou mentira, mas cá entre nós, será mesmo que o dinheiro é para comer??? Ainda mais nos dias de hoje, com tanta malandragem?!!! Não sei não!

4 comentários:

Nanna disse...

É minha amiga, tá um caos mesmo, semana passada fui ao centro, um garoto entrou no ônibus e entregou um papel escrito: "Tenho 17 anos, minha mãe está desempregada,estou na sexta série, preciso de dinheiro pra comprar material escolar e UM LANCHE DO MC DONALDS. Acho que pelo menos esse foi sincero.
Abreijos.

Márcia disse...

Nanna, eu não acredito que ele foi tão sincero assim e não é nada modesto, ainda pede um lanche do Mc, onde é que nós vamos parar, menina, que loucura!!! Beijos!

julciane disse...

Não sei não Marcita, mas acho que estamos ficando anestesiados com a pobreza...
Vemos, e não sentimos nem mais pena..
Isso é para se pensar...

O que acha ?

Bjs

Márcia disse...

Ju, não tinha ainda pensado por esse lado... é de pensar sim... eu acho que estou ficando com o coração duro demais... sem pena!